• Contagem Decrescente

    Pois é meu amigos, o meu segundo livro está quase a chegar, mas desta vez com uma pequena diferença: não vão encontrá-lo nas livrarias. Calma, ele vai existir em papel, para todos os leitores que, como eu, preferem a suavidade de uma folha à frieza de um ecrã. Só que a única livraria que o vai vender é a Amazon.

    Ao início pode parecer mais chato do que ir a uma livraria e pagar na caixa, mas se pensarem bem, tirando a parte de se registarem no site, tudo o resto é muito mais cómodo. Podem encomendar livros a qualquer hora do dia ou da noite, a partir da toalha de praia ou no banco do metro, e, ainda por cima, nunca correm o risco de chegar lá e ouvir um "Não temos, vai ter de encomendar e voltar cá outra vez".

    Mas voltando ao meu livro. A razão pela qual ele só vai estar disponível na Amazon é porque vai ser uma edição de autor. Ou seja, a Leya não quis publicá-lo. As razões apontadas foram várias, sendo que a mais óbvia é a crise no mercado livreiro. Cada vez se vendem menos livros e as editoras cada vez têm mais medo de investir em autores desconhecidos. Curiosamente as livrarias online, os ebooks e as publicações de autor nestas plataformas estão a crescer vertiginosamente, o que prova que, felizmente, não há menos leitores, mas sim mais variedade na oferta e preços mais apelativos.

    Resumindo, o livro está prestes a sair (com direito a festa de lançamento e sessões de apresentação), vai estar disponível em versão papel e em versão ebook na Amazon e espero que isso não seja motivo para vos impedir de comprá-lo.


    PS: também vão poder comprá-lo directamente a mim, claro.

    Fiquem a par de todas as novidades sobre este lançamento subscrevendo a newsletter:



    0 comentários → Contagem Decrescente

    Enviar um comentário