• Brincar com a língua


    O meu filho inventou um verbo. Ao início achei que era apenas uma gracinha, mas à medida que ele continua a utilizá-lo, pesem embora as sucessivas correcções, comecei a achar que é um verbo extremamente útil e não percebo porque é que ninguém se lembrou disto antes.
    O verbo é horrorar. Que vem de horror e significa ter aversão a algo horrível.
    Eu horroro
    Tu horroras
    Ele horrora
    Nós horroramos
    Vós horrorais
    Eles horroram

    Exemplo: Mamã, eu horroro esse xarope.

    Hoje dei por mim a fazer um trabalho horrível e notei que precisava mesmo de usar o verbo do Tiago. Eu horroro este trabalho! Muito mais forte do que odeio, abomino, detesto, desamo. Obrigada filhote, por enriqueceres a língua portuguesa. Poderás não seguir os passos da mamã na escrita, mas definitivamente terás lugar como linguista.


    1 comentários → Brincar com a língua

    1. Os miúdos têm uma criatividade muito mais aguçada que nós... e isso é excelente para modernizar a linguística, que às vezes parece morta no tempo, mas tão dinâmica como a vida.

    Enviar um comentário