• Salvem a vaca loura

    Não. Não é esta vaca loura que temos de salvar.


    Nem esta.


    O ser que precisamos mesmo de preservar nem sequer é um mamífero. Trata-se de um lindo escaravelho,lucanus cervus, típico das nossas florestas, que está em vias de extinção.


    O seu habitat - florestas mistas com carvalhos e castanheiros antigos - é cada vez mais reduzido e fragmentado, o que põe em causa a saúde das próprias florestas, já que estes escaravelhos alimentam-se de madeira de árvores de folha caduca, já morta e em decomposição, prestando (tal como outros escaravelhos decompositores de madeira) um importantíssimo papel no equilíbrio dos ecossistemas.
    O macho é inconfundível graças às suas mandíbulas em forma de pinça e pode chegar aos oito centímetros. As fêmeas são mais pequenas, variando entre 2,6 e 4,1 cm. São brilhantes, com a cabeça e tórax negros e abdómen e pinças de um castanho avermelhado.




    Mas a questão que se coloca é: como podemos salvar este lindo e precioso escaravelho? Simples. Quando andarem a passear pelo campo, em zonas onde haja castanheiros e carvalhos bem antigos, estejam atentos a este espécime. E se avistarem algum tirem uma fotografia, anotem o local e a hora do avistamento e enviem a informação para a REDE PORTUGUESA DE MONITORIZAÇÃO DA VACA-LOURA. Os meses de Junho e Julho são os mais propícios para esta monitorização, visto que no final de Julho os machos começam a morrer (depois de acasalar!) e as fêmeas andam escondidas à procura de uma árvore para colocar os seus ovos. Ou seja, este Verão, vamos brincar aos cientistas e contribuir para a conservação desta espécie. Boa?

    0 comentários → Salvem a vaca loura

    Enviar um comentário